Imposto de renda

Documentação Meu Dinheiro > Manual  > Investimentos > Imposto de renda
O mecanismo de apuração de imposto de renda permite gerenciar o IR sobre operações com ações, opções e fundos Bovespa, segregando os valores entre operações normais, daytrade e fundos imobiliários, conforme as características de cada operação. A apuração leva em consideração todas as operações de venda, independente da corretora que intermediou a operação. Para fechar a posição de um determinado mês, basta clicar no botão de adicionar, na tela de imposto de renda, abaixo: 



A tela de imposto de renda permite também visualizar as apurações anteriores, com a possibilidade de reimpressão do DARF e dos detalhes das apurações. O processo de apuração busca todas as operações de venda de um mês ainda não fechado, a partir da última apuração fechada e exibe a tela abaixo com o resumo e o detalhamento destas operações, bem como o resumo do imposto de renda a pagar. Obs.: É necessário fechar apuração para cada mês em que foram realizadas operações de vendas, mesmo que não haja imposto a pagar. Isto é importante para que o sistema possa controlar eventuais prejuízos acumulados e também possa evoluir com o mês de apuração. 



O painel à esquerda exibe um resumo dos valores apurados segregados em operações normais, operações daytrade e fundos imobiliários Bovespa (FII). Para cada um destes grupos são exibidos: 

1) Os rendimentos tributáveis derivados dos ganhos realizados com as operações de venda no último mês do período de apuração;
2) A perdas acumuladas nas operações dos meses anteriores;
3) O imposto de renda apurado, respeitando as características de cada tipo de operação;
4) Os rendimentos tributáveis são calculados pela apuração de lucro nas vendas de ações, opções e fundos Bovespa. 

As alíquotas do IR obedecem às regras abaixo: 

- 15% em operações normais ações, opções e fundos Bovespa (exceto fundos imobiliários - FII); 
- 20% em operações daytrade ou fundos imobiliários 
- FII Há uma isenção tributária para vendas até R$ 20 mil por mês no caso de operações normais com ações. 

Compensação de prejuízos é realizada de forma automática levando em consideração a segregação em operações normais, operações daytrade e fundos imobiliários Bovespa (FII). Os valores de prejuízos a compensar podem ser ajustados para levar em considerações perdas anteriores à utilização do sistema;

IRRF (IR recolhido na fonte), informado no momento do registro das vendas, é descontado automaticamente do IR total a ser pago. No painel à direita, onde é exibido o resumo do imposto a pagar, é possível informar valores de multa e juros, bem como eventuais valores devidos (inferiores a R$10,00), para composição do valor total a pagar. Após o fechamento da apuração, um lançamento financeiro com o valor total a pagar é gerado na data de vencimento do IR, ou na data de hoje, caso o vencimento esteja no passado. Para geração do lançamento é necessário informar a conta de débito. Caso o valor do IR a pagar seja igual ou superior a R$10,00, o sistema gera o DARF (Documento de Arrecadação de Receitas Federais) de acordo com as regras disponíveis no site da Receita Federal. 

O valor do IR a pagar é abatido da rentabilidade total da carteira, quando este valor é apurado a partir de operações realizadas em mais de uma conta, o valor é rateado para afetar proporcionalmente o valor da rentabilidade de cada conta. Este rateio pode ser modificado livremente pelo usuário, desde que a soma final seja igual ao IR a pagar.